Category Archives: Brasil

Reforma e mudanças na língua portuguesa

Começa 2009 e já temos mudanças para nos adaptar. A reforma na ortografia da língua portuguesa entra em vigor hoje, 01 de janeiro de 2009, mas as regras antigas ainda valem até 2012.

As novas regras resumem-se em alterações na acentuação de algumas palavras e novas padronizações do uso do hífen.

Reforma língua portuguesa - MSN Notícias
Saiba mais no site do MSN Notícias
Saiba mais pela Folha Online

Resumo rápido das mudanças:

  • – As letras w, y e k são incorporadas no alfabeto.
  • – A trema não será mais usada.
  • – Acento circunflexo desaparece em palavras com letras dobradas (ex.: vêem, lêem).
  • – Palavras diferenciais perdem o acento (ex.: pára/para, pêlo/pelo, pólo/polo).
  • – Desaparece acento agudo nas paroxitonas (ex.: assembléia, idéia); na letra u de alguns verbos (ex: apazigúe, averigúe); nos hiatos com i e u antecedidos por ditongo (ex.: feiúra, bocaiúva);
  • – Palavras com falsos prefixos e terminações com mesma vogal recebem o hífen (ex: de microondas para micro-ondas), e as outras perdem o hífen (ex.: de infra-estrutura para infraestrutura).
  • – Palavras com prefixo bem perdem o hífen e trocam m por n (ex.: benfeito, benquerer).

São várias alterações que estão dando o que falar.
Muitas pessoas são a favor dizendo que as alterações vão facilitar e melhorar a comunicação entre os países que usam a língua portuguesa. Outras não estão contentes dizendo que as alterações não têm grande significado já que os países de língua portuguesa sempre se entenderam muito bem. Outros reclamam também que agora todos seus livros estão com ortografia errada, programas de textos estão com regra antiga… Os comentários são vários.

A adaptação deve ser progressiva. As crianças que estão em fase de aprendizado devem receber as novas regras com facilidade, já os adultos devem ter pouco mais de trabalho para se acostumar com as mudanças.

E você, o que achou das mudanças? Já se adaptou??

Lá fora, o Brasil é bunda, praia, mulher bonita…

bandeira brasilTodo mundo sabe que a imagem do Brasil lá fora é só bunda, mulher bonita, praia, vida boa…

Já chegam os vários filmes onde o pessoal vai viajar pro Brasil pra passar umas férias, ou fugir da polícia…
Já chegam os rappers norte-americanos que vem pra cá só pra fazer clip com as famosas ‘mulatas’…

Agora, até o Google já largou mão.

google busca brazilian

Indo no Google.com e procurando pro “brazilian”, a primeira coisa mostrada é uma bunda (bela por sinal)!! Mas onde esse mundo vai parar…
Busca direta

Com certeza nossas terras são fartas, povo alegre, mulheres bonitas… mas agora vai encher de estrangeiro branquelo e gordo nas nossas praias e pré-adolescente tarado nas ruas.
Sem preconceito lógico…

E ai galera, o que vocês acham disso? Além da beleza do resultado, lógico… 😆

Dica do Gui

FILE em SP traz Reactable – mesa multitoque de sonorização

O FILE, Festival Internacional de Linguagem Eletrônica que está acontecendo em São Paulo de 13 de agosto a 9 de setembro na Galeria de Arte do SESI vai trazer o projeto coordenado por Sergi Jordà com o pessoal da Universitat Pompeu Fabra em Barcelona, Espanha, de uma mesa multitoque que funciona como um instrumento musical.

O FILE é um festival que traz o que está sendo feito de mais novo pelo mundo na área de tecnologia e arte. O evento conta com apresentações, palestras e discussões, documentários e muito mais com profissionais e artistas de 30 países.
Veja mais no site do festival

Nessa oitava edição do festival está presente o projeto Rectable da equipe “Interactive Sonic Systems” do Grupo de Tecnologia Musical no Instituto Audiovisual da Universidade Pompeu Fabra na Espanha.

rectable

Rectable trata-se de uma mesa multitoque onde, com alguns outros objetos, você pode criar topologias sonoras complexas e dinâmicas, com filtros, geradores e moduladores.
A idéia é ser um “instrumento colaborativo de música eletrônica com uma interface de mesa multitoque e tangível” como explica o site do projeto da universidade espanhola.

A idéia é de o projeto ser:

  • colaborativo: vários performers (local ou remotamente)
  • intuitivo: sem manual, sem instruções
  • sonoramente desafiador e interessante
  • apreensível e controlável (até para crianças)
  • adequado para novatos (instalações) e músicos eletrônicos avançados (concertos)

Veja uma demonstração:



Espero conseguir ir pra São Paulo essa semana e visitar o FILE, quem sabe até colocar a mão no Reactable e fazer um sonzinho! :mrgreen: